22 de fevereiro de 2010

Boemia

A noite é de nostalgia e glória
As cinzas caem
E os copos (corpos) se esgotam
Ainda precisamos do desconhecido

23/01/10